Notícia

Afeganistão: UE estará presente nos debates organizados pelas Nações Unidas sobre situação humanitária no país

A reunião, convocada pelo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, visa aumentar o financiamento das agências humanitárias internacionais que estão a fazer face às necessidades prementes no Afeganistão, especialmente neste período de crise. O Afeganistão enfrenta uma crescente crise humanitária e económica. No início de 2021, já quase 18 milhões de afegãos — cerca de metade da população — necessitavam de ajuda humanitária. Um em cada três afegãos é vítima da crise ou encontra-se numa situação de insegurança alimentar ao nível de emergência, sendo que mais de metade das crianças abaixo de cinco anos está à beira da subnutrição grave. A UE é um dos principais doadores de ajuda humanitária e ao desenvolvimento no Afeganistão. Desde 1994 que a UE financia operações humanitárias no Afeganistão, tendo disponibilizado mais de 1 000 milhões de euros. Os fundos são atribuídos estritamente com base nos princípios humanitários da humanidade, independência, imparcialidade e neutralidade, de forma a garantir o acesso aos mesmos por parte dos mais carenciados. Para mais informações sobre a reunião, consultar aqui.

Partilhar:
Voltar